quinta-feira, 28 de abril de 2011

Aos que não estão ao alcance de meus olhos...

A morte não é nada. Eu somente passei para o outro lado do caminho.
Eu sou eu, Vocês são vocês. O que eu era para vocês, eu continuarei sendo.
Dêem o nome q
ue vocês sempre me deram. Falem comigo como sempre vocês fizeram.
Vocês continuam vivendo no Mundo das Criaturas, eu estou vivendo no Mundo do Criador.
Não utilizem um tom solene ou triste.
Continuem a rir daquilo que nos fazia rir juntos.
Rezem, sorriam, pensem em mim. Rezem por mim.
Que meu nome seja pronunciado como sempre foi, sem ênfase de nenhum tipo, sem nenhum traço de sombra.
A vida significa tudo o que ela sempre significou, o fio não foi cortado.
Por que eu estaria fora de seus pensamentos agora que estou apenas fora de suas vistas?
Eu não estou longe, apenas estou do outro lado do caminho...

"Santo Agostinho"



Com especial carinho para José Antônio Simas (amigo inesquecível!), D. Elza Maria (de quem serei eternamente "Neguinha"), Wallison (que nunca podia imaginar que faria taaaaaaanta falta...), Geraldo Lúcio (meu eterno mestre, amigo, companheiro!), Dindinha Anna (minha bisa e a melhor companhia da minha infância) e Vanessa (por tanto aprendizado em tão pouco tempo de convivência...). Vocês fazem muuuuuuita falta na minha vida. No meu dia a dia, ao alcance de meus olhos...

Um comentário:

Girls disse...

Gardênia, aqui é Laura, meu blog novo é:
www.lauramachadogarcia.blogspot.com