terça-feira, 7 de dezembro de 2010

E assim terminou uma linda história...

33 anos completados em 08 de novembro. Uma alegria contagiante, um sorriso largo, uma beleza diferente. Doçura de amigo, de irmão, de primo. Amor que a gente sente pelos que são da família e se fazem presentes nela, em momentos bons ou ruins. Orgulho de saber das conquistas, todas com trabalho, coragem e determinação.
Mas apesar das evidências, eu ainda não acredito.
Não o vi.
E se eu disser que a esperança de passar pela loja e vê-lo por lá não existe, eu estaria mentindo... De chegar no Real bem cedinho, e vê-lo "derretendo" na esteira, rindo à toa pelo que comeu de véspera...
Se a vida é assim, a morte poderia ser diferente. Pelo menos a dele. Talvez a razão do meu inconformismo seja saber como foi...
Se nós choramos, o céu deve estar em festa. E se por lá não se usava até então fazer ginástica, correr cedinho e regrar a boca, ele vai por ordem na casa... Com o sorriso largo no rosto. Com a alegria de quem acreditava que tudo era diversão.

2 comentários:

lilian-jm disse...

Nossa, que lindo!!!
Você é fofa demais...
Com a vida aprendí que não devemos questionar os acontecimentos...Acalme seu coração!
Porque DEUS nos reserva milagres maravilhosos...
Que esteja ele longe ou sempre por perto,estará cuidando de cada um de vocês, que sem pedir nada em troca, o amam realmente.
Lembre-se sempre, quando bater aquela tristeza, que não temos controle sobre ela...
É ELE QUE ESTÁ PEDINDO UMA ORAÇÃO.
Ore sempre por ele... isso acalmará o seu coração, o de toda família e o dele tambem...
bjinhos.

diegomartins.07 disse...

realmente ele era uma pessoa muito humana e de bom coração, nesse dois anos que estou em monlevade,no terceiro dia o conheci no principio achei que seria uma relação de extremo proficinalismo mais convivendo com ele foi super dificil não vê-lo como amigo,sempre pensei em voltar pra minha cidade apesar de que aqui fiz grandes amigos, e infelizmente agora quando eu voltar estarei com um a menos em minha lista de amigos... e muito dificil continuar a rotina e como você disse ,chegar ser estranho abrir um dia todo de trabalho sem ao menos o vê-lo.No mais e pedir a deus descanso e conforto a todos... força